Blog de Tec

Nada que é digital nos é estranho

 -

O blog é uma extensão da cobertura sobre tecnologia e internet publicada na Folha.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Start-up cria skate magnético inspirado em ‘De Volta para o Futuro’

Por Yuri Gonzaga

Além do carro DeLorean, outra obsessão para os fãs da quase trintona película de ficção científica “De Volta para o Futuro” (1985), de Robert Zemeckis, é o skate voador do protagonista Marty McFly, em que cuja cena mais célebre usa a prancha para derrotar gloriosamente seus rivais (vídeo abaixo).

De volta para 2014, vemos que a start-up californiana Arx Pax está buscando financiamento para o protótipo Hendo, que flutua usando um método semelhante ao emprego nos trens Maglev, por meio de um campo de ímãs.

Até o começo da tarde desta terça (21), o projeto do Hendo Hover havia levantado US$ 25 mil de uma meta de US$ 250 mil, com ampla repercussão na mídia internacional e o intuito de equipar edifícios com tecnologia semelhante para proteção antiterremoto.

“Cerca de uma polegada [2,5 cm] acima do solo, um visitante de 85 kg [sobre a prancha] precisou só de um gentil empurrão para ser projetado para o outro lado da sala, a um colchão de ar”, escreveu Conor Dougherty no “New York Times”.

Mas, diz Dougherty, que testou a prancha magnética, “infelizmente, a invenção não é um ‘hoverboard’ de verdade.”

Entrevistado, Henderson diz ter consciência de que as pessoas estarão mais interessadas primeiramente em um skate voador do que em alicerces magnéticos antissísmicos. “Por isso que usamos o ‘hoverboard’, para chamar a atenção”, disse ao jornal americano.

A proposta, segundo ele, é que, se um edifício puder levitar, cidades podem ser mais à prova de terremotos do que são atualmente, mesmo os feitos segundo normas de áreas de alto risco sísmico.

O legal é que a sede da companhia, em Los Gatos, no Vale do Silício, ganhou uma pista de skate coberta por pavimento metálico (não ferromagnético) onde o Hendo pode, sem atrito, transitar.

Como é de praxe, os financiadores no Kickstarter têm direito a “recompensas” conforme o montante cedido. E, para conseguir um Hendo, é preciso pagar US$ 10 mil, ou cerca de R$ 25 mil –aos interessados, o estoque é limitado a dez unidades, e uma já foi comprada, então corra.

Outros prêmios são voltados a colecionadores (réplica não-funcional do Hendo, a US$ 449) e a desenvolvedores (caixa branca Whitebox+ com a mesma tecnologia da prancha, US$ 899).

O “hoverboard” é usado por Marty em “De Volta para o Futuro Parte II” e no “De Volta para o Futuro Parte III”.

Descrição do Hendo Hover no site Kickstarter (Reprodução)
Descrição do Hendo Hover no site Kickstarter (Reprodução)

 

 

Blogs da Folha