Blog de Tec

Nada que é digital nos é estranho

 -

O blog é uma extensão da cobertura sobre tecnologia e internet publicada na Folha.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Como crianças reagem a um Game Boy de 25 anos nos dias atuais?

Por Stefanie Silveira

O Game Boy da Nintendo, dispositivo que dominou o mercado de videogames portáteis, completou 25 anos em 2014 desde seu lançamento no Japão.

Um grupo de crianças, entre 6 e 13 anos, foi apresentada ao dispositivo na série de vídeos produzida para o YouTube “How Kids React” (como as crianças reagem, em tradução literal).

A maioria parece surpresa e não conhece o produto, mas em pouco tempo compreende seu funcionamento.

10186349

Algumas das reações presentes no vídeo mostram o “choque” com a tecnologia ultrapassada.

“Vocês realmente gostavam de jogar nisso?”

“Eu me sinto triste pelas pessoas no passado”

“Andar por aí com isto?”

“Parece um telefone gigante”

“É pesado”

“A tela é verde”

“Onde estão os aplicativos?”

“Se você ia para algum lugar durante um mês com ele precisaria levar algo como 5 sacolas de baterias”

“Ele não reage ao meu toque. Preciso efetivamente apertar botões”

Quando o interlocutor do vídeo conta para as crianças que o Game Boy vendeu 64 milhões de unidades, pouco menos que o PlayStation 3, a reação é de total surpresa.

“É surpreendente. Isso é plástico. Parece um pedaço de lixo”

“Isso nunca aconteceria na geração atual”

“Na época era revolucionário, então muitas pessoas queriam tê-lo”

A maioria das crianças compara o antigo console com o atual Nintendo DS e o iPad.

Quando questionadas sobre se gostariam de ter um exemplar do Game Boy a maioria diz não, ou explica que até tentaria jogar no dispositivo por algum tempo, mas depois certamente voltaria ao seu iPad.

Apesar do desapontamento com o console, algumas crianças disseram entender que “sem o Game Boy não teríamos, hoje, o Nintendo DS”.

“Ele é o avô de tudo”

Confira as reações divertidas dos pequenos diante do começo da tecnologia em games

Blogs da Folha