Blog de Tec

Nada que é digital nos é estranho

 -

O blog é uma extensão da cobertura sobre tecnologia e internet publicada na Folha.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Pai faz versão “feminista” de “Donkey Kong” para agradar filha de três anos

Por Yuri Gonzaga

O programador Mike Mika tem uma inquieta filha de três anos, com quem ele diz jogar videogame com regularidade. Depois de a garota haver experimentado usar a personagem da Princesa em “Super Mario Bros. 2”, ela quis jogar com Pauline, a “donzela em apuros” do primeiro game “Donkey Kong”.

Como não havia essa possibilidade (o aventureiro é Mario, que enfrenta as armadilhas do gorila para salvar justamente Pauline), a menina ficou realmente chateada.

Mika, então, “hackeou” o game –um ROM, versão emulada em computadores– para fazer dele um título “feminista”: ele redesenhou as personagens e trocou Mario por Pauline, quem se tornou a protagonista de uma aventura que envolve eliminar monstros e saltar sobre artefatos a fim de resgatar um encanador italiano.

Assista ao vídeo do jogo abaixo:

[youtube JeXDNg7scyU nolink]

Também é possível baixar a modificação por meio deste link.

Blogs da Folha