Blog de Tec

Nada que é digital nos é estranho

Perfil O blog é produzido pela editoria de Tec

Perfil completo

Apperitivo: Despertadores

Por João Vitor Oliveira
22/07/14 11:45

* POR BRUNO ROMANI

Confira nossa coluna de aplicativos da semana desta terça-feira (22). O tema desta semana é despertadores.

FTECC2107 APP WAKE ALARMWAKE ALARM CLOCK
iOS
ONDE tinyhearts.com
QUANTO US$ 2,99 (Gratuito por tempo limitado)

Possui recursos como virar o telefone com a tela para baixo para desligar. Legal: o som começa baixinho e vai aumentando para evitar sustos.

 

FTECC2107 APP SLEEP CYCLESLEEP CYCLE
iOS
ONDE sleepcycle.com
QUANTO US$ 0,99

Coloque o telefone debaixo do travesseiro, e o app detectará o seu sono, despertando-o em um estado de sono mais leve dentro do tempo determinado.

 

FTECC2107 APP WAKE VOICEWAKE VOICE
Android
ONDE bit.ly/wvoice
QUANTO R$ 6

Despertador comandado por voz (somente me inglês). Quando toca, é só ordenar “pare”. Depois, ele começa a falar sobre o clima, notícias ou o que você desejar.

 

FTECC2107 APP PUZZLE ALARM CLOCKPUZZLE ALARM CLOCK
Android
ONDE bit.ly/PzAlCl
QUANTO Gratuito

Se você tem muita dificuldade para levantar, é hora de artilharia pesada. Este app exige que você complete pequenos desafios para que ele pare de fazer barulho.

Primeira foto postada no Instagram completa quatro anos

Por João Vitor Oliveira
16/07/14 14:38

A primeira foto postada no Instagram está completando quatro anos hoje.

Trata-se dessa imagem de um cachorro aleatório fotografado em uma barraca de tacos aleatória em Baja, Califórnia, por Kevin Systrom, que, ao lado do brasileiro Mike Krieger, fundou a rede social.

A foto foi publicada antes mesmo da inauguração do site, que aconteceu em outubro de 2010.

É possível notar também a presença de um pé no canto superior esquerdo da foto, fato importantíssimo que contribui para que este post ganhe algumas linhas e fique mais bonito.

image001

Apperitivo: Relacionados à saúde

Por João Vitor Oliveira
14/07/14 02:00

* POR ANDERSON LEONARDO

Confira nossa coluna de aplicativos da semana, também publicada na edição impressa de “Tec”, nesta segunda-feira (14). O tema desta semana é saúde.

FTECC1407PG2_MAISSAUDEMAIS SAÚDE
Android e iOS
ONDE bit.ly/emsMS
QUANTO Gratuito

Serve de referência para remédios genéricos, mostra farmácias próximas e oferece dicas saudáveis.

 

FTECC1407PG2_MEDSQUAREMEDSQUARE
Android e iOS
ONDE bit.ly/msquare
QUANTO Gratuito

Busque e avalie estabelecimentos de saúde, faça check-in remotamente e converse com outros usuários.

 

FTECC1407PG2_RUNTASTICRUNTASTIC HEART RATE
Android e iOS
ONDE bit.ly/run_bpm
QUANTO Gratuito

Estima o seu número de batimentos cardíacos por minuto usando a câmera do celular.

 

FTECC1407PG2_PLANTNANNYPLANT NANNY
Android, iOS e Windows Phone
ONDE bit.ly/pnanny
QUANTO Gratuito

Um joguinho que lembra você de beber água regularmente enquanto cuida de diferentes plantas.

Games violentos podem tornar as pessoas ‘mais boazinhas’, diz estudo

Por João Vitor Oliveira
11/07/14 16:22
moleque

Leonardo Wen/Folhapress

Este post vai para você que se sentiu culpado após provocar aquele pandemônio em “GTA”.

Não se preocupe, talvez você não seja tão psicopata assim.

Um estudo recente da Universidade de Buffalo, em Nova York (EUA), diz que cometer atrocidades no videogame aumenta a sensibilidade moral das pessoas.

“Ao invés de fazer com que os jogadores se tornem amorais, games violentos podem fazer com que eles se engajem em ações voluntárias que beneficiem o próximo”, diz o autor do estudo Matthew Grizzard.

O pesquisador se baseou em outros estudos recentes que apontaram que o sentimento de culpa leva a um “bom comportamento” por parte dos indivíduos.

Segundo testes conduzidos por Grizzard com 185 pessoas, o cérebro não diferencia a culpa provocada por ações do mundo virtual da causada por atitudes da vida real.

No experimento, os participantes foram escolhidos aleatoriamente para passar por “condições indutoras de culpa” (jogar um game como terrorista e tentar se lembrar de situações da vida real que causam culpa) ou “condições de controle” (jogar um game como agente da paz do exército da ONU e recordar atitudes da vida que não provocam culpa). Depois, responderam a questionários.

O resultado indicou uma preocupação moral bastante avançada por parte dos que jogaram o game violento.

Como crianças reagem a um Game Boy de 25 anos nos dias atuais?

Por Stefanie Silveira
08/07/14 12:19

O Game Boy da Nintendo, dispositivo que dominou o mercado de videogames portáteis, completou 25 anos em 2014 desde seu lançamento no Japão.

Um grupo de crianças, entre 6 e 13 anos, foi apresentada ao dispositivo na série de vídeos produzida para o YouTube “How Kids React” (como as crianças reagem, em tradução literal).

A maioria parece surpresa e não conhece o produto, mas em pouco tempo compreende seu funcionamento.

10186349

Algumas das reações presentes no vídeo mostram o “choque” com a tecnologia ultrapassada.

“Vocês realmente gostavam de jogar nisso?”

“Eu me sinto triste pelas pessoas no passado”

“Andar por aí com isto?”

“Parece um telefone gigante”

“É pesado”

“A tela é verde”

“Onde estão os aplicativos?”

“Se você ia para algum lugar durante um mês com ele precisaria levar algo como 5 sacolas de baterias”

“Ele não reage ao meu toque. Preciso efetivamente apertar botões”

Quando o interlocutor do vídeo conta para as crianças que o Game Boy vendeu 64 milhões de unidades, pouco menos que o PlayStation 3, a reação é de total surpresa.

“É surpreendente. Isso é plástico. Parece um pedaço de lixo”

“Isso nunca aconteceria na geração atual”

“Na época era revolucionário, então muitas pessoas queriam tê-lo”

A maioria das crianças compara o antigo console com o atual Nintendo DS e o iPad.

Quando questionadas sobre se gostariam de ter um exemplar do Game Boy a maioria diz não, ou explica que até tentaria jogar no dispositivo por algum tempo, mas depois certamente voltaria ao seu iPad.

Apesar do desapontamento com o console, algumas crianças disseram entender que “sem o Game Boy não teríamos, hoje, o Nintendo DS”.

“Ele é o avô de tudo”

Confira as reações divertidas dos pequenos diante do começo da tecnologia em games

Apperitivo: Mensageiros hipsters

Por João Vitor Oliveira
07/07/14 02:00

* POR ANDERSON LEONARDO

Confira nossa coluna de aplicativos da semana, também publicada na edição impressa de “Tec”, nesta segunda-feira (7). O tema desta semana é mensageiros alternativos.

FTECC0707PG2_SLINGSHOTSLINGSHOT
Android e iOS
ONDE sling.me
QUANTO Gratuito

Aposta do Facebook para concorrer com o Snapchat, que tem mensagens que “se autodestroem”.

 

FTECC0707PG2_PATHTALKPATH TALK
Android e iOS
ONDE path.com/talk
QUANTO Gratuito

Mostra o status dos seus contatos (em movimento, pouca bateria etc.) e deleta mensagens dos servidores após 24h.

 

FTECC0707PG2_GLIDEGLIDE
Android e iOS
ONDE glide.me
QUANTO Gratuito

Aplicativo focado em troca de mensagens por vídeo; oferece filtros e permite criar grupos.

 

FTECC0707PG2_HIKEMESSENGERHIKE MESSENGER
Android, BlackBerry, iOS e Windows Phone
ONDE get.hike.in
QUANTO Gratuito

Tem design atraente e permite bloquear acesso a conversas privadas com senha.

Samsung ataca novamente: novo vídeo tira sarro da bateria do iPhone

Por João Vitor Oliveira
04/07/14 13:43

Bateria

O canal do YouTube Samsung Mobile USA publicou um novo comercial tirando sarro do iPhone e promovendo o topo de linha da empresa sul-coreana, o Galaxy S5.

Dessa vez, o alvo foi a bateria do aparelho da  Apple.

O vídeo, intitulado “Abraçadores de parede”, mostra usuários do iPhone como pessoas que precisam estar sempre coladas a tomadas para utilizar o celular. Até nas coisas mais básicas da vida, como pegar uma bebida ou saborear uma bela refeição.

Depois, o foco se volta para usuários do Galaxy S5, que esnobam os usuários do iPhone com a função Ultra Power Saving Mode (modo econômico que garante algumas horas extras de vida ao aparelho da Samsung) e a possibilidade de trocar a bateria.

Essa não é a primeira que a Samsung faz um comercial comparando seus aparelhos com os da Apple. Confira mais alguns casos:

Galaxy Tab Pro 10.1iPad Air

Tab Pro

Galaxy S4 vs X iPhone 5

S4

Câmera do Galaxy S5 X Câmera do Iphone 5S

Câmera

 

Uma em cada seis americanas trocaria melhor amiga pelo smartphone

Por João Vitor Oliveira
03/07/14 16:08

Ok, este título pode ser um pouco exagerado.

Na verdade, de acordo com uma pesquisa realizada pela Motorola e a B2X, uma em cada seis mulheres americanas trocaria a melhor amiga pelo smartphone por uma semana.

Mas não é todo melhor amigo que, sete dias depois, perdoaria uma mancada dessas. Então o título está valendo.

A pesquisa, que contou com depoimentos de cerca de 500 usuários de tablets e celulares, revelou mais alguns dados interessantes sobre a smartphone-dependência dos americanos. Confira e veja se você se encaixa em algum deles:

  • 74% dos entrevistados mantém o telefone ao alcance das mãos durante todo o dia;
  • 60% dormem com o aparelho –o número sobe para 84% se considerarmos a faixa etária de 18 a 29 anos de idade
  • 53% deixam o som do celular ligado mesmo quando estão dormindo

shutterstock_157233428

 

Apperitivo: Roteiro de viagem

Por João Vitor Oliveira
30/06/14 02:00

* POR ANDERSON LEONARDO

Confira nossa coluna de aplicativos da semana, também publicada na edição impressa de “Tec”, nesta segunda-feira (30). O tema desta semana é roteiro de viagem.

FTECC3006PG2_MYTRIPMYTRIP
Android
ONDE bit.ly/myTrip
QUANTO Gratuito

Aplicativo brasileiro que oferece diversos recursos para você fazer o planejamento de suas viagens.

 

FTECC3006PG2_AIRBNBAIRBNB
Android e iOS
ONDE bit.ly/airbmob
QUANTO Gratuito

Procure casas, apartamentos e quartos para se hospedar em diversos cantos do mundo.

 

FTECC3006PG2_GOGOBOTGOGOBOT
Android e iOS
ONDE gogobot.com
QUANTO Gratuito

Chegou ao seu destino? Descubra lugares novos nas proximidades com esse Foursquare hipster.

 

FTECC3006PG2_TRIPMETERTRIPMETER
Windows Phone
ONDE bit.ly/tripmeter
QUANTO Gratuito

Contador de percurso para acompanhar suas viagens; o aplicativo contém hodômetro e velocímetro.

 

App revela quantos minutos por dia usuário gasta usando iPhone

Por Yuri Gonzaga
27/06/14 12:30

O aplicativo Moment, atualmente disponível só para iOS, é pensado para quem quer diminuir o tempo que passa olhando para a telinha do celular.

momento

Além de monitorar os minutos operando o smartphone –funcionar no “background”, de maneira passiva–, o aplicativo notifica o usuário se ele estiver atingindo o limite diário, que é personalizável. Também dá para ver, num mapa, onde foi gasto tempo com o celular –essa opção usa o GPS do aparelho e pode ser desabilitada.

O criador do Moment, um desenvolvedor de apps para dispositivos móveis da Apple chamado Kevin Holesh, diz que a ideia inicial era um aplicativo para ele mesmo. “Estava ignorando minha família e meus amigos em favor do meu iPhone”, escreveu.

“Às vezes, isso é ok, quando estou checando quem atua em determinado filme em um site, mas realmente deveria me concentrar no momento atual e nas pessoas que amo e que estão à minha volta.” “Sou sortudo o suficiente para ter uma família que se preocupa comigo e amigos incríveis, então eu deveria aproveitar a presença deles em toda chance que tivesse.”

Segundo Holesh, quando ele instalou pela primeira vez o app no iPhone, ele gastava 2h15min por dia verificando notificações, escrevendo mensagens, navegando em redes sociais etc no telefone. Agora, estabeleceu um teto de 40 minutos por dia.

Para ele, diminuir o tempo gasto usando o smartphone pode significar ter uma vida mais equilibrada para algumas pessoas. “Não quero que você nunca mais pegue o celular de novo. Há muitas, muitas vantagens em possuir um smartphone sempre conectado”, diz.

Uma versão para Android está sendo desenvolvida, segundo Holesh. Baixe o Moment na App Store aqui.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Folha Shop